quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

Relação com a minha mãe

A verdade é que eu e a minha mãe não temos uma relação lá muito boa. Discutimos imensas vezes, deixamos de nos falar, a minha sorte é que o meu pai está sempre do meu lado. Maior parte das nossas discussões é porque ela pensa  que eu ainda sou uma bebé e que não sei ser responsável. E vocês, têm uma boa relação com a vossa mãe e com o vosso pai? Ou não se dão lá muito bem?

9 comentários:

Daniela F. disse...

Tem dias, eu e a minha mãe temos uma relação um bocadinho bipolar

Ariana Maria disse...

Eu dou-me muito, mas mesmo muito bem com a minha mãe... Já com o meu pai não...

Mara disse...

tenho uma melhor relação com a minha mãe do que com o meu pai...

Roxy disse...

Sim, tenho. Mas não deixamos de ter as nossas divergências...

r: Oh, não sei...

Elena disse...

Nem sei bem o que responder. Só sei que não quero ter a msm relação com os meus filhos.

C. ♥ disse...

Já estive nessa fase.. mas o tempo ajudou e agora falamos muito :)

Ava disse...

Eu tenho uma boa relação tanto com a minha mãe como com o meu pai. É verdade que às vezes temos as nossas discussões, mas isso é normal :)

Neuza disse...

com a minha mãe dou-me super bem mas com o meu pai, ui... :s

CS disse...

Há coisas que só percebemos depois de sermos pais. Eu sei que isto é conversa de cotas (acho que já me considero uma ;), mas é verdade.
Lembro-me de discussões que tive com a minha mãe, coisas que não entendi na altura, achando sempre que ela era injusta comigo.
Nunca te esqueças que ninguém te ama mais ou te amará mais que os teus pais. É um amor que nos cega às vezes e que não nos deixa ver os nossos filhos crescer. Deves ter uns 17 e não me admira nada que a tua mãe olhe para ti e te veja com 9 ou 10. Ela só te quer proteger, só quer o melhor para ti. Está a fazer o seu papel de mãe e tu o de filha que quer ser vista como um adulto, mais que normal.
É preciso ir doseando mas não te esqueças do quanto ela te ama :)
Desculpa o discurso de cota mas sou mãe há 2 anos e já estou pior do que a minha própria mãe há uns anos atrás. Deus!!! Como pagamos pela língua...